No passado dia 28 de novembro, a equipa da Fundação e as crianças e jovens do Lar, estiveram juntas e em convivio em mais um Passeio Anual da Instituição.
Partimos bem cedo, com destino a Sangalhos, onde visitámos o “Aliança Underground Museum”. Este espaço, preenchido com várias exposições, que se apresentam aos visitantes enquadradas no espaço das caves da Aliança Vinhos de Portugal, deixou os participantes surprendidos e encantados.  O Museu oferece oito coleções completamente distintas nas áreas da Arqueologia, Arte Etnográfica Africana, Escultura Contemporânea do Zimbabué, Minerais, Fósseis, Cerâmica das Caldas, Azulejos e coleção de Estanhos, quesurpreendem pela sua diversidade e pela originalidade dos espaços em que surgem.
Após a visita às Caves Aliança, seguiu-se o almoço. Era chegado o momento de recompor o estômago e que melhor local do que a Quinta do Encontro. Trata-se de uma Adega de Design único cheia de pormenores arquitetónicos de simbolismo associado ao vinho, desde a lareira central em forma de garrafa, aos acessos em espiral e ao envolvimento do edificio em madeira que aludem às aduelas das pipas.
E como um doce é sempre bem vindo, mais ainda quando acompanhado de cultura e saber, fomos em direção a Aveiro, onde visitámos a Oficina do doce. Aqui, todos aprendemos as particularidades do fabrico dos tipicos ovos moles e, algumas das nossas crianças pusseram mãos à obra e confecionaram este tradicional doce que adoçou miúdos e graúdos.
Para terminar o dia, uma visita guiada pela Ria de Aveiro, com direito a pôr-do-sol.
Foi sem dúvida alguma, um dia extraordinário, muito preenchido e sobretudo, muito enriquecedor, com o qual pretendemos alargar o leque de vivências e aprendizagens das crianças e jovens que são a nossa razão de existir.

No dia 15 de agosto realizou-se a 4ª exposição de trabalhos executados no decurso das oficinas de tecelagem e de Olaria/ Cerâmica, promovidas pela Fundação no âmbito do Projeto LigArte (uma parceria com a Fundação EDP Solidária). A exposição foi ainda complementada com a realização de um Workshop de Modelagem de Barro, que contou com o Ceramista João Robalo, como formador.
A exposição contou com muitos visitantes que se deslocaram ao espaço envolvente da Praia Fluvial de Meimoa e que avaliaram de forma muito positiva a qualidade dos trabalhos e participaram de forma interessada no Workshop.

No dia 8 de agosto realizou-se a 3ª exposição de trabalhos realizados no decurso das oficinas de tecelagem e de Olaria/ Cerâmica promovidas pela Fundação no âmbito do Projeto LigArte (uma parceria com a Fundação EDP Solidária).
O objetivo da exposição de difundir as peças produzidas pelos formandos dos ateliês, pelas freguesias do concelho, no sentido de promover artes e ofícios locais e reforçar a auto perceção de capacidade dos participantes, considerou-se atingido pela valorização externa dos trabalhos apresentados nesta data, na freguesia da Benquerença.

Realizou-se no passado dia 24 de julho, a 1ª Conferência IPF, desta feita subordinada ao tema “O Vinho e a Vinha”. A Conferência teve como preletores os experientes enólogos: António Celas e Francisco Antunes que partilharam com os presentes os seus conhecimentos sobre os cuidados a ter com a vinha - antes durante e depois da vindima, a preparação da adega e o processo de vinificação.  
A Conferência foi muito participada, contando na assistência com cerca de 70 pessoas, que classificaram a sessão como muito útil.
A abertura esteve a cargo do Diretor da Fundação Pina Ferraz e as atividades foram encerradas pelo excelentíssimo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Penamacor, que descreveu os conteúdos abordados como muito pertinente para o Concelho.
Seguiu-se um jantar com prova de vinhos e degustação de iguarias, tendo como ingrediente base a carne de porco Bísaro Beiroa (espécie autóctone que se encontra a ser reabilitada pela Fundação).

No âmbito do Projeto LigArte, uma parceria do Instituto Social Cristã Pina Ferraz com a EDP Solidária, a Fundação disponibiliza aos grupos populacionais mais vulneráveis espaços de atividade criativa e formativa de expressão artística.
Neste sentido, de 24 de março e 11 de abril, decorreu o 1.º atelier de Olaria e Modelagem de Barro, dirigido à população mais idosa do concelho, designadamente, utentes do Lar D. Bárbara Tavares da Silva.
Este 1.º atelier teve como principais objetivos: familiarização com os materiais, ferramentas e técnicas; noções de segurança; apoio no processo criativo; pesquisa e recolha de materiais naturais e artificiais para texturas e sua aplicabilidade; exploração da roda de oleiro; breve abordagem às técnicas de olaria e modelação; execução de trabalhos na roda de oleiro e/ou com aplicação de outras técnicas de conformação manual: rolo, bola, lastra ou placa; decoração e acabamentos; procedimentos associados à secagem e cozedura.
O atelier culminou com a visita ao museu do barro e do bordado de Nisa, à oficina de um artesão local e, uma das últimas artesãs que ainda executa peças com o bordado de Nisa.